Inovação

Irani lança 2ª edição do seu programa de conexão com startups

A Irani Papel e Embalagem, uma das principais indústrias de papel e papelão ondulado do Brasil, lança, hoje (05), a 2ª edição do Irani Labs – seu programa de conexão com startups. Alinhada à estratégia de inovação aberta da companhia, o Irani Labs visa identificar soluções inovadoras e sustentáveis que contribuam para a aceleração do seu modelo de negócios, além de impulsionar os projetos e produtos das startups selecionadas. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 22 de agosto na página virtual do Irani Labs.

Desenvolvida mais uma vez em parceria com a GROW+, aceleradora de startups e gestora de investimentos, a 2ª edição do Irani Labs irá selecionar até cinco startups – duas a mais do que na edição anterior. As vencedoras terão a oportunidade de se tornar parceiras da Irani Papel e Embalagem ao testar e cocriar as soluções propostas nas unidades fabris da companhia, além de contar com um processo de contratualização simplificado (Fast Track) e a possibilidade de receber investimento por meio do veículo de Corporate Venture Capital (CVC) da Irani.

“A cultura da inovação e o relacionamento com este ecossistema estão presentes no DNA e na estratégia de negócios da Irani. Promover a segunda chamada do Irani Labs é mais uma iniciativa nesse sentido, buscando fortalecer a nossa conexão com startups que, assim como nós, desafiam-se diariamente para inovar e desenvolver soluções, produtos e serviços sustentáveis e que dialoguem com as necessidades atuais da sociedade e do meio ambiente”, diz Sérgio Ribas, diretor-presidente da Irani Papel e Embalagem.

 

Como funciona o programa

A 2ª edição do Irani Labs será dividida em etapas. Após as inscrições, 20 startups serão selecionadas para a realização de entrevistas individuais entre os dias 3 e 15 de setembro. Destas, dez startups serão escolhidas para apresentação dos projetos no Demoday – evento on-line realizado no dia 23 de setembro. Neste mesmo dia, que representa a fase final do programa, uma banca de avaliação analisará as soluções apresentadas e anunciará até cinco startups vencedoras.

O programa será voltado para startups com alto potencial de inovação e com projetos e produtos em fase de desenvolvimento que estejam alinhados com o momento atual da Irani. Com esse objetivo, a companhia elencou quatro temáticas prioritárias para a chamada, tendo como premissa o seu comprometimento com a sustentabilidade e a inovação para potenciar a construção de novos negócios e alternativas futuras para o setor de papel e embalagem, que segue em franca expansão. Dentre as tecnologias que devem embasar os projetos a serem apresentados estão: inteligência artificial, RFID, Blockchain, IoT, machine learning, Data Base, nanotecnologia, tecnologias de processos de celulose dashboards, entre outras.

As quatro temáticas definidas pela companhia para a 2ª chamada do Irani Labs são:

  1. Indústria 4.0: soluções digitais e tecnológicas para a automação das fábricas, englobando digitalização de inventário, armazenamento, gestão e operação manual de produtos acabados e bobinas.
  2. Novos Materiais e Barreiras: desenvolvimento de materiais e solulões de embalagem que atendam às novas demandas de consumo a partir de matérias-primas mais sustentáveis.
  3. Design de Embalagem: criação de um ambiente virtual e interativo para o desenvolvimento e especialização de embalagens.
  4. Customer Experience: identificação de soluções tecnológicas para aprimorar o atendimento, relacionamento e experiência do cliente, tornando-a mais ágil e padronizada, mas sem perder a humanização.

 

Para esclarecimentos adicionais sobre o Irani Labs, os interessados devem entrar em contato pelos e-mails iranilabs@growplus.com.br ou iranilabs@irani.com.br.

 

Inovação Aberta na Irani

Além do Irani Labs, que teve a sua 1ª edição realizada no final de 2020 com total sucesso,

a companhia conta com um amplo ecossistema de inovação dividido em quatro plataformas tecnológicas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) – papel e celulose, papelão ondulado, florestal e de resina, ambiental e energia –, além de iniciativas para o desenvolvimento de pesquisas aplicadas, projetos pilotos e cooperação técnica no Brasil e exterior. Já fazem parte deste ecossistema centros de pesquisa e inovação, universidades, entidades de classe, órgãos governamentais, incubadoras de empresas, startups e fornecedores.

Todas essas ações estão estruturadas no Programa Inova da Irani, responsável pela gestão integrada da inovação na companhia por meio da promoção da cultura, geração de ideias, gestão de portfólio de inovação e desenvolvimento de projetos de inovação aberta.